O teste epicutâneo, também conhecido como teste de contato, tem como finalidade verificar a que tipo de substâncias o organismo do paciente tem sensibilidade. O teste é feito exclusivamente por um alergologista, que coloca em contato com a pele extratos de substâncias que compõem produtos que utilizamos no dia a dia, como esmalte, detergentes, perfumes, tintas, maquiagens, metais, borracha, couro, plástico e cosméticos em geral, provocando uma exposição do paciente ao alérgeno e produzindo áreas de dermatite, ou seja, funciona como um teste de provocação ao contatante.

É realizado em três etapas: num primeiro momento, 48 horas depois e 96 horas depois. Ao término das 96 horas é possível fornecer um laudo. No período de testes, alguns cuidados devem ser tomados, tais como não molhar o adesivo, evitar atividades físicas ou tomar antialérgicos. As reações são geralmente de menor escala e apenas locais.